E se Lost fosse um seriado dos anos 80?









Ah, os indefectíveis anos 80. Quantos crimes não foram cometidos em teu nome? Quantos e-mails não foram reencaminhados enésimas vezes a você, obrigando você a resgatar das catacumbas de sua memória itens como cubo mágico, Genius, as antigas embalagens de isopor do Big Mac, Ursinho Blau-Blau e gel new wave? E olhem que, por causa da Rede Globo, que editava as aberturas de todos os enlatados que eram exibidos em sua programação, fomos poupados de ver coisas como esta pérola do kitsch: os créditos iniciais de “Automan”.

Se você sobreviveu à visão dos defeitos especiais e, principalmente, do horrendo tema de abertura dessa série, à base de sintetizadores, tecladinhos sem-vergonha e baterias eletrônicas, parabéns: você merece ver algo menos pior. Confiram a abertura original de “Magnum”, série na qual Tom Selleck personificava um detetive bigodudo que morava no Havaí.

Carlos Cardoso, blogueiro capetalista com quem travo uma disputa velada para ver quem descobre as maiores tosqueiras da Web (em especial, ligadas aos eighties), foi o (ir)responsável pelo vídeo que justificou o resgate de empoeiradas aberturas de seriados: uma simulação, realizada pelo pessoal do CollegeHumor, de como seriam os créditos de “Lost” caso a série tivesse sido contemporânea de “Agentes da Felicidade”, “Na Mira do Tira”, “Dama de Ouro”, “Águia de Aço”, “A Super Máquina” e outros seriados que delatam minha idade atual.

See more funny videos at CollegeHumor

Para encerrar esta breve coletânea de aberturas reais ou não de séries, um clássico da minha geração: “Super-Herói Americano”, seriado exibido nos tempos em que o SBT era melhor conhecido pela alcunha de TVS, sobre um professor que ganhava superpoderes mas não sabia como utilizá-los porque perdera o manual de instruções. Os balzaquianos feito eu que vos escreve não se esqueceram do tema musical que embala esta abertura: “Believe It Or Not”, cantado por Joey Scarbury.

P.S.: Compare preços das sensacionais miniaturas colecionáveis dos personagens de “Lost”, produzidos pela McFarlane Toys, no BuscaPé!

Artigos relacionados:



Receba mais sobre "E se Lost fosse um seriado dos anos 80?" e outros assuntos no seu e-mail (é grátis).

Deixe seu comentário

Your email not be shared. All fields with * are required.

*
*